by 16:59:00 0 comentários
 E de repente percebo que estou voltando a me sentir deslocada, mas dessa vez não me parece comum como sempre foi. Dessa vez, algo incomoda, dói, parece ferir, mesmo que sutilmente a cicatriz quase desaparecida por completo. Acho que é medo do que tem por vir, mas outra parte de mim berra que não é medo já que nunca temi o "por vir", pode ser também que seja o choque de novidades instantâneas, a chuva de novos e velhos fatos que resolveram me cercar de uma só vez - como uma barreira de moleques prontos a me bater-. Agora, vivo apreensiva, no meu canto, como uma loba solitária que vaga sem rumo mesmo que em linha reta. E será que nada acalmará meu coração choroso, minha alma que tanto tem pesado? Me pergunto se a presença dela o fará, acho que sim, mas preciso continuar fortalecendo minha fé. Sinto tanta dor, tanta vontade de me isolar de tudo que nem parece ser eu. 
 Agora quem não sabia o que eu tinha pra voltar a ter olhos de "keep out" já sabe, desde já desculpo-me por estar assim, mas tem sido tão sem controle que mal noto.

Yoshi

Developer

Curiosa, viciada em séries, designer, feminista graças à Deusa e pisciana, graças ao universo.

0 comentários:

Postar um comentário